quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

a minha miúda está a crescer

Apercebi-me disto porque numa das muitas noites em que ela acordou a chorar (Sim, ainda. Não, não sei porquê), eu fui ao quarto dela, peguei-a ao colo e disse-lhe " A mãe está aqui, está tudo bem, podes dormir descansada que a mãe está aqui ao lado", ao que ela responde "a mãe está aqui", "Sim" digo eu, "estou mesmo aqui ao lado e deixo a porta entreaberta ok?" "Ok. Cama mãe" diz ela. E deito-a.
A cena repete-se quase todas as noites, mas pelo menos compreende o conceito de segurança e o facto de "a mãe estar aqui".
E sim, continuo a acordar quase todas as noites pelo menos uma vez, e não, não há meio de me habituar a isto caneco. E esta é uma das grandes razões porque não terei um segundo filho. Tenho pena que a minha filha não tenha essa experiência, uma vez que sou muito próxima da minha irmã, mas não aguento mais dois anos sem dormir.
Bem, só se fizesse como a Angelina Jolie, que foi de férias com os seus rebentos e contratou 12 amas.

5 comentários:

cláudia disse...

ahaha, não sabia dessa da Jolie, mas percebe-se.

olha que toda a gente diz que os filhos são muito diferentes uns dos outros (fala quem dorme todas as noites descansadinha...). mas é que eu também gosto tanto de ter uma irmã e acho sempre que ser filho único deve ser uma seca, principalmente à medida que se for crescendo.

Julieta disse...

Xiii... não sei o que isso é. Os meus filhos dormiram a noite toda a partir aí dos 3, 4 meses. Nas fases em que estavam doentes e as noites eram mal (ou não) dormidas bem sei o que me custou. Sempre...nem sei como será desgastante.
Há-de melhorar!

triss disse...

Cláudia, pois pois, já ouvi essa conversa que os filhos são diferentes e tal. Mas eu quero isso por escrito, num notário!

Julieta, sim, quando estão doentes já se sabe como é... de resto olha, há-de acabar:-/

Cata disse...

12??? Mas isso dá um ratio de quantas por criança?

triss disse...

2 por criança Cata, deve ser uma para o dia e outra para a noite...