terça-feira, 31 de janeiro de 2012

o ano passado,

por esta altura (10h30) estava eu deitada numa cama em santa maria, à espera que começasse o trabalho de parto, depois de as águas se terem rompido na noite anterior. Ouvia os gemidos e gritos de uma mulher e pensava, credo que exagero, não deve ser assim tão mau, há mulheres mesmo histéricas (mal sabia eu). Depois de alguns toques absolutamente pavorosos, por volta das 13h a médica lá se decidiu a induzir-me o parto e deu-me oxitocina. Às 13h30 comecei a sentir uma dor muito semelhante à dor da menstruação ... às 14h3o estava em full power, contracções umas a seguir às outras, tremia involuntáriamente, gemia, tentava suportar a dor mas não estava a ser bem sucedida... Apologista de um parto natural pedi imediatamente uma epidural, se fosse possível duas. Drogas por favor. Com muita dificuldade lá me conseguiram espetar a agulha, mas honestamente a única diferença que senti foi o facto de conseguir respirar, e ganhar forças entre contracções, a dor continuava lá todinha. (só depois de ela nascer é que senti o rabo e pernas dormentes, a bem dizer podiam-me ter dado mais cedo não?)


Às 17h ao ver um médico que passava por ali, disse-lhe que já não aguentava mais, que me chegasse uma arrastadeira que tinha de fazer o number 2 (parece impossível que depois de me terem dito mil vezes "quando tiver vontade de fazer cócó, é porque está na hora de fazer força", nem me lembrei disto). Ao fazer o toque o médico disse que já sentia os cabelos da bébé "deite-se e comece a fazer força!".


Às 17h15 nasceste tu ♥.

8 comentários:

anf disse...

Eu foi de cesariana, e sabes que mais ainda bem, pode ser pior depois mas paciência,
venha o proximo
bjo

cláudia disse...

Ufa... :) E lá veio ela, tão pequenina e perfeitinha.

triss disse...

anf, eu estive quase quase para ser cesariana, que a minha miúda estava sentadita. Lá deu a volta mesmo à última, não sei bem quando. Eu estava mentalmente preparada para uma cesariana, e não para um parto normal, mas ainda bem que foi assim, apesar das dores:-)
Agora vir outro..... não:-P

Cláudia, nestas coisas lembro-me da minha avó que teve o 4 filho com 5kg, de parto normal.... true story.

EIMV disse...

É um dia inesquecível com mto para contar. No meu caso foi cesariana programada por motivos da minha saúde.
Também ouvi os gritos e gemidos de outra mulher, quando eu e a minha bebé estavamos no recobro, e pensei: "ainda bem que não tive que passar por aquilo!"
Não me arrependo nada de ter sido cesariana, foi igualmente emocionante e marcante e isso é que conta! ;)

triss disse...

O nascimento é sempre maravilhoso, seja de que forma for:-)

anf disse...

Triss a minha bomboca tinha 4 kgs e 51 cm,
uma senhora portanto era o maior bebé da maternidade, imagina o que eu ia sofrer,
besito

Andreia disse...

Com o nascimento dos nossos filhos nasce também a mãe. É um mistério incrível!

triss disse...

anf, eh lá! A minha nasceu com 2400kg, não me posso queixar:-)
(e eu só engordei 9kg)

É verdade Andreia :-)