terça-feira, 18 de dezembro de 2012

notícias de Itália

Pois cá estamos.
Sábado, veio um médico a casa para ver se os ouvidos da miúda estavam em condições de voar (médico de clínica geral, de uma assistência de seguro do millenium bcp, estás ver gralha, que apesar dos vouchers ranhosos sempre tem coisas boas). O médico disse que se fosse um voo longo não aconselhava, mas sendo 2h30, enfim, poderia ser complicado ou não, mas podíamos ir).
Resto de sábado e domingo, muita febre, tosse e ranho. Muito colo.
Ainda pensámos adiar a viagem, mas assim de repente não tínhamos os 400 euros necessários para tal. Ok, bora lá.
Domingo, dia da viagem. Aeroporto cheio, mas cheio a rebentar pelas costuras, com as cenas do costume dos africanos com malas abertas a trocarem bagagem, para ver o que passa no controlo (este comentário não é racista, já trabalhei na groundforce, e é mesmo assim, se alguém quiser eu explico melhor).
Miúda eléctrica e hiper activa apesar da constipação e febre, salta e desce de cadeiras, passa debaixo das faixas do check in etc. No avião não teve dores de ouvido, mas foi um senta e sai da cadeira, atira-se para o chão, chora e rabuja, quer passear e não pode, enfim, 2h30 muito intensas. E tínhamos o computador recheado de todos os desenhos animados. Não parou um segundo quieta. É um inferno voar com crianças.
Chegámos bem, mas com o atraso só chegámos a casa por volta da uma da manhã. Ela super cansada, e hiper excitada. E deitá-la? Tá quieto.
Tosse até ás 6 da manhã, dormiu sempre ao colo, meu e do pai. Febre em grande.

Segunda decidimos ir ao pediatra. Fomos a um hospital público aqui em Brescia. Para que conste, os hospitais públicos aqui são iguais aos privados de Portugal.Pelo menos esteticamente.
O Atendimento 5 estrelas. Entrámos com o carro numa garagem dentro do hospital, fomos acompanhados por uma enfermeira à triagem, mediram-lhe a febre 39.1, e passados 10 minutos estávamos a ser atendidos na pediatria.
Antibiótico, supositório para a febre, e soro, muito. Mas não aquelas monodoses pequeninas. Seringa mesmo, para limpar tudo, com a cabeça inclinada para um lado, e depois para o outro. Várias vezes ao dia. E é assim.
Ainda não dorme na cama dela, ora durmo eu no sofá, e ela com o pai na cama, ou ao contrário. Sou contra o co-sleeping, exceptuando casos de doença. Mas lá está, cada um sabe de si.
Espero que amanhã a febre comece a baixar, e ela comece a comer melhor.

Tínha planeado umas férias porreiras, passear com a miúda, namorar, sair para comer uma pizza, enfim. É como o ditado diz o Homem faz planos e Deus ri-se.

8 comentários:

Julieta disse...

Ainda têm tempo, daqui a dois dias ela melhora, vais ver! A capacidade de regeneração deles é óptima, melhor que a nossa.
As melhoras!

triss disse...

obg:-)

Analog Girl disse...

Vai correr bem, sim, a miúda há-de recuperar rápido e ainda vai dar para namoricos, vais ver. :)

Custódia C.C. disse...

Vamos ver pelo lado positivo. Conseguiram chegar a Itália que era um dos objectivos :)e as crianças normalmente têm uma capacidade de recuperação muito rápida.
Ainda vão passar umas férias óptimas :)

gralha disse...

Espero que a tua bonequinha já esteja melhor e dê para aproveitar coisas as coisas boas por aí. Boas festas!

Anónimo disse...

oi!! já tinha deixado comentário mas como sou uma naba nisto... Quando estava na bélgica a passar um mau bocado o nosso pai disse-me "joana, nada na vida é definitivo" e a alegria q me deu de pensar q tt serve para o bom como para o mau ;P estas tb são as tuas FÉRIAS, aproveita os bocadinhos q tens e mima-te. Gosto muito de ti triss!Bacci a tutti! Jo

cláudia disse...

Espero que por esta altura ela já esteja melhorzinha e tu já estejas a dar uns passeios pela cidade :)
Beijinhos e bom restinho de férias
Vai contando coisas*

Cata disse...

Com certeza por esta altura, com os miminhos dos avós e dos papás, a pequenota já estará melhor. E a mãe mais tranquila. Aproveita estes dias para descansar, os sogros devem estar desejosos de aproveitar todos os minutos com a netinha. Beijinhos grandes!